18 janeiro 2018

Resoluções de 2017

Precisava começar o ano dando este start aqui no blog, falando sobre como foi o meu 2017 e os momentos dele que me marcaram profundamente, e a certeza de que levarei para a minha vida muitos destes aprendizados.
Sem me desfazer dos outros anos e da caminhada que fiz até aqui. Mas sempre o que está fresco na nossa memória é mais memorável e que nos faz pensar quase sempre naqueles acontecimentos. A memória é nossa maior fonte de informação, que ao mesmo tempo que pode nos fazer lembrar momentos maravilhosos, simultaneamente, lembramos aquilo que mais queremos esquecer. Esta reflexão pareceu profunda, mas garanto a vocês que não é tão intensa assim haha

1- Entrei na faculdade e comecei a cursar história
Foto da Catedral da Sé. Por ser a única visita técnica feita com a faculdade até agora hahaha
Rapaz, que lembrança intensa. Sai do ensino médio no final de 2016 e quando começou 2017, já me senti completamente perdida, aliás, era a primeira vez em 11 anos que eu poderia não começar o ano estudando. Fiquei louca. 
A nota do Enem também não havia me ajudado em nada, e após uma treta séria com meu pai, foi quando percebi que não iria começar mesmo a faculdade que eu tanto queria, que era jornalismo. E hoje, ao escrever este post, vi uma imagem no Instagram que dizia mais ou menos assim "Se uma porta se fechou para você, não se preocupe, não era a sua porta" E na real,aquela não era a minha porta. 
Fevereiro estava se aproximando e vários amigos começando a faculdade e eu pensando "Que porra eu faço agora?" Me senti muito deprimida, foi um período foda demais para mim. Foi então que recebi uma ligação da instituição de ensino FMU, numa quinta-feira.
Esqueci completamente do vestibular que eu havia prestado para essa faculdade. Parece coisa de louco, mas não. Em todas as faculdades que fiz vestibular eu colocava como opção de curso jornalismo, e só nessa coloquei História. E deu tudo certo.
Fiz minha matricula dia 11/03 e entrei na sala de aula, dia 13/03, consegui uma bolsa ótima pela faculdade e com o auxilio dos meus pais, já estou indo para o 3º semestre e completamente apaixonada por essa porta que se abriu para mim! ❤

2- Tive meu coração quebrado pela 54327º vez e ficou tudo bem
Me apego rápido demais nas pessoas. Não vou aqui falar sobre como esse "relacionamento" me machucou e nem nada, mas que me marcou bastante, isso não nego. Foi realmente dificil superar, mas ficou tudo bem no final. Quero agradecer por todas as leitoras que leram meus textos cruéis de amor e alguns deles, doces, hahaha, mas precisava colocar para fora. Hoje em dia está tudo bem, desejo tudo de bom para essa pessoa, de todo meu coração. 
Essa situação me ajudou demais a voltar aqui para o blog, e fazer o que eu mais amo, escrever para vocês! Esse ano quero que as coisas sejam diferentes, quero continuar os assuntos reflexivos e trabalharmos mais o amor próprio e temas da nossa sociedade atual, espero que fiquem comigo nessa! ❤

3- Comecei a dar aulas para idosos! ❤
No segundo semestre de 2017, sentia falta de fazer algo a mais além da faculdade, afinal, tinha a minha tarde toda livre. Aqui perto de casa existe uma associação de moradores que agora funciona como uma escola para jovens e adultos, o nome do projeto é MOVA, é lindo e inspirador! 
Conversei com a professora da parte da tarde, se podia ir lá algumas vezes na semana fazer um trabalho voluntário, e ela aceitou! Disse que estava no segundo semestre de História e ela me deu a imensa oportunidade de começar minha vida como professora lá! Fiquei tão feliz com isso, contei pra todo mundo hahaha  
No primeiro dia eu estava super nervosa e receosa de como iria acontecer, mas no final deu tudo certo! Fiquei lá por 5 meses e fui apelidada carinhosamente de "professorinha" ❤ E isso me fez ver que é essa profissão que quero realmente seguir e que me satisfaz imensamente!

4- Minhas amizades se firmaram ainda mais

Quando eu pensei que iria me distanciar das minhas melhores amigas, foi quando mais me aproximei delas, e até mais próximas do que quando nos viamos todos os dias. Parece que a distância melhorou nosso relacionamento e o que foi ótimo! Não precisamos conversar todos os dias para saber que elas estão bem, e que qualquer momento em que elas me mandarem mensagem, estarei ali, por elas e para elas! São minhas irmãs de alma e quero que a cada ano que passe, isso se renove.

5- A mudança que veio de dentro pra fora

Quase no finalzinho de 2017, comecei meu tratamente ortodontico e cortei o cabelo. Que mudança! Fazia quase 3 anos que eu mantinha o cabelão e agora ele está mais curto. Fora que coloquei aparelho, sofri um pouco no começo mas agora já faz parte de mim. As mudanças foram pequenas para quem vê de longe, mas para mim foi intenso. Foi só o começo de uma Tauani melhor e mais adulta que está florescendo! ❤ 

Esses foram meus maiores marcos de 2017, e o de vocês? Me contem os melhores momentos do seu ano e também os que não foram tão maravilhosos assim. Feliz ano novo! ❤ 

07 janeiro 2018

Eu mudei com a sua partida


Eu mudei desde que te deixei. Eu mudei tanto que consigo rir daquela garota, que passou noites em claro procurando onde errou, sendo que não foi eu que havia errado. Eu mudei de tal maneira que nem você me reconheceria, e olha que você sempre me conheceu de longe.

A mudança foi necessária, porque eu precisava me desapegar daquela garota insegura que mantinha todo o mundo dela as suas mãos. Eu cobrava demais algo que você não iria conseguir me dar. Nunca estivemos na mesma vibe, no mesmo momento. Eu aprendi com você que não devo, de maneira alguma, pedir para que as pessoas tenham algum sentimento por mim, porque isso não se pede, mas, nasce de acordo com as relações.

Eu mudei tanto depois que você partiu, que com certeza essas coisas não te fariam se orgulhar de mim. E eu sinceramente não me importo nenhum pouco com isso. Eu deveria parar de me importar, mesmo, com o que você iria pensar, com as coisas em que ando fazendo.Uma parte de mim diz "foda-se" e a outra fica me regrando, para que eu não faça, pois você não gostaria. E eu juro que odeio essa segunda parte.

Eu cortei o cabelo, fui a bares e festas. Conheci todo o tipo de gente, que você sempre denominou como bizarras e que era melhor eu não me misturar. E esses bizarros são melhores que você, porque elas me ajudaram quando eu mais precisava de alguém que colocasse o dedo na minha cara e me dissesse que eu não preciso de alguém para viver, e que a única pessoa que me mantém viva, sou eu mesma.

De amor ninguém nunca morreu e nem morrerá; Aprendi isso na pele. Você é apenas uma boa lembrança de quando eu era uma adolescente que queria encontrar o principe encantado. Hoje eu sou um mulherão da porra, com vontades próprias e opiniões que posso expressar, sem ter que te deixar com vergonha. Eu me tornei o "tipo" de mulher que você odeia. Mas na boa, existe mesmo isso de "tipo" de mulher? Você consegue mesmo ficar dentro do seu padrão e colocar as pessoas em caixinhas? Porque esse tipo de pessoa dentro da minha vida não me cabe mais.

Esse éo último texto que você irá ler sobre você aqui, que veio do meu coração. Eu mudei e a partir de agora, só preciso compartilhar o que não te envolve. Você me matou da pior forma, mas eu me reconstrui e hoje estou florescendo mais do que você pode imaginar.

12 outubro 2017

Podemos dar certo, ou não.

Eu não sei quanto tempo você irá ficar, e nem quanto tempo irá ficar longe de mim, mas se for pra ser mais um dos caras que preferem fazer uma bagunça e depois sumir, cai fora logo, antes que eu comece a imaginar como seriam nossos filhos.
Eu sou extremamente intensa e preocupada com o que poderá ser de nós, de hoje para amanhã, ou de amanhã para sempre. Gosto de ter minha vida planejada, e o mais importante,planejar ela com alguém. Em um só dia, consigo pensar em milhões de histórias de vida para mim, junto com você, ou com qualquer outra pessoa que possa aparecer na minha vida. Eu demoro, mas me acostumo com a falta de alguém.
Não sou expert no tema relacionamento, e nem sobre como a vida virá a ser, daqui a dois meses. Podemos estar juntos, ou não. Podemos ter essa química e depois deixar esfriar e se tornar um gelo. As vezes, irei fazer parecer que não me importo, pois quando tenho certezas demais, eu vejo que a minha vida está incerta demais. Não se importe, se um dia eu te mandar mensagem e no outro eu simplesmente sumir, gosto de ter as pessoas para mim, mas não gosto que elas se apeguem a mim.
Fico me perguntando, se isso foi algum trauma que eu sofri em relacionamentos passados.Eu era tão nova e ainda sou, pra pensar tanto assim,no que meu destino colocou para mim, e medo, de trilhar o meu futuro. Talvez eu queira que você esteja aqui e talvez não. Talvez eu entenda que você é demais para mim, ou que eu sou demais para você. Quero me comprometer e ter alguém pra mim, ao mesmo tempo, que prefiro ficar sozinha com um bom livro e uma xícara de chá,ou qualquer coisa que não seja a presença de uma pessoa do meu lado.
Isso de cativar as pessoas, as vezes pode se tornar uma bola de neve, que eu não sei fazer parar. Por isso já peço logo, se for pra ficar, fique e me ajude a tentar entender o que é o verdadeiro amor. Vamos construir juntos nossa história, mas com a consciência de que isso pode acabar hoje mesmo ou amanhã. Não se importe muito com o fato de eu te deixar sozinho as vezes, aprenda a se acostumar com a solidão, ela pode te fazer bem. Vamos tentar aprender um com o outro, vamos tentar fazer isso, juntos, mesmo com o meu coração cheio de incertezas.

20 setembro 2017

A versão mais bonita para descrever o amor, você.


Acordar naquela manhã de sábado de julho, naquele frio gostoso que estava fazendo, me fez olhar para o lado e ver a versão mais bonita que eu tenho para descrever o amor, você. Estava tão sereno, parecia que enquanto dormia os nossos problemas haviam sumido e que Deus tinha te feito e enviado especialmente para mim.

Te ver do meu lado, aconchegado em mim, me fez lembrar de tudo o que passamos para chegar nisso. As primeiras conversas, que eu tinha certeza que não daria em nada, as discussões sobre qualquer coisa em que não concordavamos,os beijos, os carinhos, os abraços e as brincadeiras que você fazia em público, que me deixavam com vergonha.

Gosto de ficar pensando em tudo isso que passamos, e ver que conseguimos crescer juntos, um apoiando as ideias do outro. Somos completos sozinhos, mas quando estamos juntos, você me recarrega e me dá forças para que eu consiga superar o que eu nem tinha capacidade de acreditar que conseguiria. E isso que nos faz ser diferentes, e que eu não havia encontrado em nenhuma outra pessoa antes. Somos ótimos separados, mas somos melhores juntos. Eu acredito em você, e em tudo o que você pode conseguir, mesmo em qualquer fase em que estivermos passando.

Quero estar do seu lado, sendo sua ou não. Você é maravilhoso e fez minha vida se tornar ainda melhor com você aqui. Me fez ser uma pessoa melhor, me mostrar outras verdades de um mesmo sentido, e ampliar meu mundinho pequeno, mas que agora é de nós dois.

Obrigada por permanecer do meu lado, nos meus altos e baixos, e de nada, por sempre acreditar que você é capaz de realizar tudo o que você sonha. É ótimo te ter aqui, então não vai embora, nem tão cedo. Fica mais um pouco, podemos fazer um café ou construir toda a nossa vida um do lado do outro. Mas se escolher ir, tudo bem, me leve com você na malinha de mão do coração. Dizem que o amor tem cinco estágios, acredito que já passamos por todos eles e já nos encontramos no estágio oito, onde apesar de qualquer coisa que aconteça conosco, estaremos torcendo sempre pela felicidade um do outro.


02 setembro 2017

Aceitamos o amor que achamos merecer

Ele é o tipo de cara que me faz bem, sem nem imaginar o quanto. O tipo de cara que só de sorrir, e saber que aquele sorriso é para mim, já é me faz bem e me faz sonhar com ele. Não dá mais para mentir, e nem dizer que não, mas gosto, gosto mesmo dele.

Talvez ele nunca terá conhecimento desse texto, nem desse sentimento. Mas prefiro assim. Eu o conheço o suficiente para evitar uma desilução e saber que continuo sendo o que sempre fui para ele, e me contentar com isso. Gosto de não ter que estragar essa coisa nossa que temos, gosto que ele permaneça aqui, comigo,mesmo que não seja do jeito que eu imagino.

Sabe aquele amor adolescente que toda pessoa diz que vive um? Comigo, é quase assim. Mas somente eu consigo vivê-lo, pois ele não vê dessa forma. E jamais iria culpá-lo. Não mandamos no nosso coração,muito menos no sentimento, não escolhemos gostar de alguém ou simplesmente deixar de gostar.Sei o quanto posso ser importante para ele, e ter esse reconhecimento, esse carinho dele, é importante.

Ele pode ir embora hoje, talvez amanhã,ou na semana que vem. Ele não fica preso a ninguém, e nem pertence a um lugar especifico. Eu gosto de ter minha rotina, ficar na minha zona de conforto. Somos como noite e dia, diferentes, e isso nunca poderia dar certo. Acima de tudo, sei o quanto sou importante pra ele, que mesmo ele sumindo do nada, ele irá aparecer, uma vez ou outra. E o sentimento que eu pensei que já havia sumido, ainda irá continuar aqui. E está tudo bem. afinal, "Aceitamos o amor, que achamos merecer."

E eu torço por ele, muito. Ele é o cara jovem, com mente de adulto, e que sabe aproveitar bem a vida. Ele é o tipo que eu sei que não posso me apegar demais, e não me apego,mesmo. Torço tanto pela felicidade dele, que finalmente entendi que não importa se ele vai estar comigo ou não, mas vou ficar feliz, por ele estar feliz. Talvez seja ele, ou não. Talvez ele tenha o conhecimento desse texto um dia, mas não quero que seja hoje.


© Versos de Inverno - 2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Tauani Cruz Tauani Cruz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo